Passar para o Conteúdo Principal
 

Estúdio FCCN: em ligação com os estudantes

Estúdio FCCN: em ligação com os estudantes

O Estúdio da Unidade de Computação Científica Nacional recebe com regularidade projetos de investigação de estudantes do ensino superior. Foi a vez de Inês Amorim, do ISCTE-IUL. 

Enquanto a gravação avança, Inês Amorim vai controlando as operações, em articulação constante com os técnicos do Estúdio FCCN. De quando em vez, pede ao seu colega para repetir uma frase ou limar um detalhe.

O objetivo final é a gravação de um vídeo de realidade aumentada que será integrado numa aplicação “complementar à experiência num supermercado”, explica. Através deste trabalho – integrado na tese de Mestrado em Marketing que se encontra a elaborar, no ISCTE-IUL – Inês Amorim pretende “avaliar que influência tem a presença de uma pessoa na experiência ou opinião de um consumidor em relação a uma marca ou produto”.

Para tal, a estudante necessitava de um estúdio com características específicas. “O Chroma Key e a câmara 360º eram elementos decisivos para a concretização do projeto”, realça, contando que foi através da recomendação de um professor que chegou ao Estúdio FCCN. Finalizado o trabalho, assegura que este espaço respondeu a todas as suas necessidades.

A presença de estudantes no Estúdio FCCN é habitual. De acordo com o gestor técnico desta estrutura, Cláudio Silva, estes trabalhos representam 30% do volume total. Um número que, salienta, se procura aumentar: “São trabalhos mais aliciantes e desafiantes, do ponto de vista técnico”.

Conforme realça Cláudio Silva, todos os estudantes do ensino superior podem utilizar o estúdio, mediante a requisição de um professor responsável pelo projeto. Na seleção de projetos, “é dada preferência aos trabalhos de investigação inseridos no Ensino Superior”, destaca ainda, sendo que não é realizada nenhum tipo de edição.

É enquanto envia os ficheiros para Inês Amorim que Cláudio Silva destaca as vantagens de recorrer ao Estúdio FCCN. As mais-valias deste serviço, do ponto de vista de um estudante, são claras, realça: “Os estudantes têm acesso a tecnologia que é complexa de obter no mercado comercial e que é extremamente dispendiosa”.